terça-feira, novembro 22, 2005

Contudo, ela move-se.

Começa-se na grande cidade, percorre-se vales e montanhas, brinca-se aos olhares com o verde e os rios, guardam-se as memórias a sete chaves e regressa-se ao mesmo sítio. Não, não é a terra que é redonda, mas a vida.